Mídias Sociais na Educação – O Lado Bom

Mídia social não é mais apenas sobre compartilhamento de informações ou se comunicar com outras pessoas. Ela abriu suas asas para vários outros campos e a educação é um dos novos setores onde o conceito de social media está fazendo uma grande mudança.

Um estudo recente mostrou que os sites de mídia social como Facebook e Twitter tem milhões de visitantes regulares. A Estimativa mostra que dentre os estudantes universitários, mais de 90% visitam sites de redes sociais regularmente. Mais e mais estudantes começaram a usar as mídias sociais, e não apenas para comunicar, mas para coletar informações, compartilhar idéias e criatividade. Na verdade, quando falamos sobre os benefícios do uso de mídias sociais e sites de redes em instituição de ensino, nunca podemos olhar para longe do fato de que esses sites de redes sociais estão ajudando os alunos introvertidos a sair do armário e encontrar outros estudantes, o que é muito importante para uma vida saudável desse estudante.

Um conceito bem novo no mundo da educação, a mídia social tornou-se um dos temas mais debatidos nos últimos tempos entre os professores, alunos e professores universitários. Com mais e mais escolas e instituições de ensino estão lenta, mas firmemente adotando as mídias sociais na educação, como revelado na pesquisa realizada pela Universidade de Massachusetts Dartmouth, que mostra que cerca de 100% dos colégios abriram suas portas para diferentes tipos de plataformas sociais. Este é, de fato, uma ideia inteligente porque ela cultiva habilidades de liderança entre os estudantes, desde o planejamento para organizar um evento que pode trazer uma mudança tanto na plataforma social e democrática.

Hand holding a Social Media 3d Sphere

Falando sobre outros possíveis benefícios que o engajamento de mídia social em escolas e faculdades pode trazer, não devemos deixar escapar o fato de que esse tipo de interação pode ajudar os alunos em suas perspectivas de futuro através de sites como o LinkedIn, que ajuda pessoas com emprego. Além disso, a grande variedade de informações disponíveis nos sites de redes, molda até a capacidade dos alunos para analisar e extrair informações úteis e relevantes. A elevada quantidade de interesse e de concentração investidos pelos estudantes nas mídias sociais pode aguçar a capacidade de raciocínio prático, mas então, os alunos devem conhecer a maneira de distinguir o útil das distrações.

Quando você vê um lado da moeda, há o outro lado também! Quando a mídia social pode trazer algumas mudanças positivas no mundo da educação, tem o seu lado negro também. Como muitos pesquisadores e estudiosos acreditam que o excesso de tempo gasto no Facebook, Google e outros sites de redes pode levar à perda de paciência já que usuários de mídias sociais têm mais uma tendência geral para passar de uma página para outra com muita freqüência. Outra preocupação primordial com as pessoas contra o uso das mídias sociais nas escolas é a forma como o uso da linguagem vem mudando. Sites como o Twitter permite que você publique suas idéias em apenas 140 caracteres, que por sua vez, impede a pessoa a usar palavras grafadas totalmente. Em vez disso, a maioria dos usuários usa formas abreviadas como “vc” em vez de “você”, “kd” no lugar de “cadê”, “qq” no lugar de “qualquer” e assim por diante. A utilização prolongada deste tipo de linguagem tem levado ao desenvolvimento de linguagem separada de mensagem, que está afetando a linguagem escrita convencional também.

De qualquer modo, a crescente popularidade das mídias sociais mostra que a tendência vai permanecer e vai influenciar cada fase da vida. Assim, cabe aos estudantes e estudiosos decidir como as mídias sociais podem ser usadas de uma forma mais clara; como evitar a distração e em vez disso, vagar sem rumo pelos sites e promover a aprendizagem real no mundo virtual.

Mídia Social

7 Hábitos Altamente Eficazes dos Professores Que Usam a Tecnologia

Na maioria dos casos, os professores que utilizam a tecnologia em sala de aula não são muito diferentes do que aqueles que não o fazem.

Qualquer professor que se preze avalia e então revisa a instrução planejada com base em dados dessas avaliações.

Eles gerenciam suas salas de aula de uma forma que funciona para eles, criam um ambiente positivo de aprendizagem, e (grandes professores especialmente) colaboram com as diversas partes interessadas para se certificar de que toda tentativa humana possível seja feita para atender a todos as necessidades dos alunos.

Mas o uso da tecnologia na sala de aula e usá-la de forma eficaz, pode exigir alguns pequenos ajustes por parte do professor para sustentar o esforço, resolução criativa de problemas e inovação necessária para realmente melhorar a aprendizagem por meio do uso da tecnologia.

Neste contexto, Always Prepped lançou recentemente o seguinte infográfico que esclarece alguns dos hábitos que usuários altamente eficazes de tecnologia podem possuir. (Nós gostamos especialmente dos números 1, 3 e 4).

7 Hábitos Altamente Eficazes dos Professores Que Usam a Tecnologia

  1. Eles sempre começam com o porquê;
  2. Eles são maleáveis ??e podem facilmente se adaptar;
  3. Eles abraçam mudanças;
  4. Eles compartilham;
  5. Eles pensam em vitórias;
  6. Eles são completos e pensam no futuro;
  7. Eles se preocupam ativamente.

7-habits-of-teachers-who-effectively-use-technology

Diana Rhoten fala sobre gerar interesses dos alunos com a aprendizagem informal

Assista a este vídeo (em inglês) para saber por que a mídia digital e as atividades práticas são importantes na educação.

Professores e mídias sociais: Encontrando sua Zona de Conforto

“Você é um professor. Você não deve escrever blogs.”

Meu amigo estava falando sério – e preocupado. “Você nunca sabe, você pode entrar em apuros.” Quando eu tomei a decisão de começar a escrever, eu ouvia essa mensagem constantemente. Havia muito mais pessoas dizendo “você não pode” e “você não deve” do que “você pode.” O problema é este: “você não pode” é a estagnação. A visão vem quando dizemos “você pode.” A educação é o lugar onde a visão deve infiltrar. Um ótimo lugar para fazer isso é nos meios de comunicação social e com a aprendizagem social.

A mídia social tem o potencial de causar medo nos corações de muitos educadores. É um tema frequente em artigos e conversas sobre educação no Twitter. Todo mundo tem limites sobre as mídias sociais. Alguns educadores não estão confortáveis ficando públicos em espaços onde os alunos possam vê-los. Outros têm regras estritas sobre como eles interagem online profissionalmente. Muitas vezes, os professores têm perfis pessoais e profissionais, separando efetivamente a vida pessoal e privada.

À medida que mais e mais professores chegam na esfera pública, eles se perguntam se isso os deixa superexpostos, e em caso afirmativo, as melhores práticas que devem usar. Várias escolas têm políticas sobre mídias sociais como Facebook e Twitter na escola, mas para outros, é um território inexplorado. Os professores novos na mídia social podem sentir medo. Alguém recentemente me perguntou se eu estava nervoso sobre as mídias sociais – estar tão público no online. Mas eu não me sinto “exposto”, porque é tudo positivo. Muitas vezes me perguntam se estou preocupado se meus alunos vão ver meu material.

“Bem”, eu respondo: “Eu quero que eles usem meus painéis do Pinterest, por exemplo, e não há nada que eu não diria em público no meu blog, embora eu não tenha certeza se os temas são de interesse para eles. E se eles quiserem ler artigos sobre educação, eu ficaria feliz. ”

As recompensas são enormes. A mídia social tem levado a algumas das melhores relações profissionais que tenho – me conectando com visionários, colhendo informações e discutindo as melhores práticas educacionais. Eu decidi que “você não pode” era apenas o desafio épico que eu precisava. Liguei tudo. Fui público. Eu comecei a blogar. Eu comecei a me envolver na conversa, e quando o fiz, superou minhas expectativas.

Se você está entrando no mundo da mídia social, você poderá apreciar os seguintes recursos oferecidos pelo Learnist. Há questões fundamentais que o professor precisa considerar ao saltar do trampolim para as mídias sociais. Estes exemplos de pessoas escrevendo blogs, usando a mídia social, e conectando o mundo vai ajudá-lo a pensar sobre como você pode ser capaz de se beneficiar.

Professores e Mídias Sociais: 6 recursos para encontrar sua zona de conforto

1. Teacher Bloggers: Estes blogs são de professores sobre o tema do ensino. Há muitos outros professores blogando em vários assuntos. Estes blogs podem melhor ajudá-lo na sala de aula, mas também pode ajudar a levá-lo para sala de aula ou a escrever blogs pessoais também.

2. Social Media for Educators: Professores e alunos podem se beneficiar de meios de comunicação social quando utilizados corretamente em sala de aula. Pode parecer intimidante no início, muito do que se passa lá fora, permanece público, mas como você aprende mais sobre as várias plataformas, você pode se sentir mais confortável em usá-los da maneira que é certo para você. Gostaria de envolver mais as famílias, engajar os alunos, e mostrar o seu material? Utilize este fórum para cavar um pouco mais fundo em uma nova plataforma hoje.

3. Resources for the Community College Educator: Social Networking/Blogs and Websites: As faculdades comunitárias têm mais liberdade e oportunidade de usar blogs e mídias sociais em seus cursos. Este painel é uma cartilha para alguns desses usos criativos. Ele também inclui aprendizado sobre ética e outras considerações para usar a mídia social na sala de aula da faculdade.

4. 21st Century Leaders: Connected Principals: Esses líderes educacionais estão liderando a mudança em excelência educacional. Eles estão blogando, twittando, e compartilhando suas informações com amplas audiências. Você pode se conectar com eles, lendo os seus blogs, participando de suas conversas no Twitter, etc. Seus pensamentos são revolucionários, e serão sentidos por alunos e professores no futuro.

5. Social Media and Education: Mídias sociais e aprendizagem social – um vasto alcance de oportunidades para buscar informações, entrar em contato com outros e compartilhar informações com o mundo. É difícil sair sem emoção quando você imagina as possibilidades.

6. Think Good: Education and Social Media: Este painel está em Inglês e Espanhol. Fico feliz em ver mais e mais línguas aparecendo no Learnist.

Um retrato de como a tecnologia é utilizada na Educação

Há pouca dúvida de que a tecnologia tem contribuído para uma mudança duradouro no mundo da educação. Mas o que essa mudança é de fato, ainda está por ser descoberto. É o legado do impacto da tecnologia na educação com os MOOCs, iPads e salas de aula 1:1? Espero que não. Eu acho que há muito mais para vir e este infográfico ajuda a reforçar a minha opinião. Ele detalha um monte de factoides úteis sobre como a tecnologia é usada na educação por professores e alunos.
Por exemplo, a tecnologia teve uma profunda mudança na forma como os alunos realmente estudam, como eles se comunicam com a administração da escola/curso/professor, e realmente como eles observam suas rotinas diárias. Esta visualização lança alguma luz sobre o quão importante os alunos classificam o site de sua escola, quantos professores tem um perfil de mídia social (80%), e quantos professores realmente usam as mídias sociais durante a aula. Enquanto não entram em uma tonelada de detalhes, este é um grande retrato de onde estamos atualmente em em termos de tecnologia de educação. (more…)